Tangará: Prefeito quer reutilizar túmulos antigos para sepultar mortos por Covid-19

Espalhe o amor
Foto Reprodução

Em uma lista denominada de “Edital de Comunicação e Chamamento Público 01/2021”, que está circulando nas redes sociais, aparecem os nomes de dezenas de pessoas que foram sepultadas no cemitério Jardim da Paz de Tangará da Serra. O Edital contém 37 páginas para o chamamento público.

No documento, o prefeito Vander Masson, (PSDB), convoca os responsáveis pelos falecidos para que se apresentem e justifiquem o que considera “abandono de túmulos”.  

No caso do não atendimento ao chamamento do Serviço Funerário, esses antigos túmulos, jazigos e sepulturas serão utilizados para enterrar vítimas da covid-19.

Na lista divulgada pela prefeitura aparecem nomes de pioneiros da cidade de Tangará da Serra.

Em uma nota a prefeitura de Tangará da Serra esclareceu a ação, confira na íntegra:

ESCLARECIMENTO

Sobre o edital de comunicação e chamamento público 001/2021, que procedeu com a notificação e chamamento de responsáveis por sepulturas/carneiras/jazigos/túmulos abandonados e/ou em estado de abandono, sem identificação e sem a visitação de familiares ou terceiros, no Cemitério Municipal “Jardim da Paz”, em Tangará da Serra, é importante esclarecer que:

Considerando a constatação de sepulturas que estão há muitos anos em completo abandono, em ruína, sem visitação e sem conservação por familiares e/ou terceiros interessados;

Considerando que o Município necessita de mais espaço para serem utilizados ao fim a que se destina;

Considerando o estado de calamidade pública decorrente da pandemia de COVID-19;

Considerando que muitas sepulturas estão sem identificação, numeração ou mesmo o nome do sepultado, o que impossibilita até mesmo que seja feita a notificação da família;

Considerando a escassez de espaço físico para futuros sepultamentos.

A Prefeitura Municipal divulgou edital, em jornal impresso e no site oficial do Município, com uma relação de nomes com o objetivo de notificar familiares, parentes ou interessados, que tenham pessoas sepultadas no Cemitério Municipal, para que compareçam junto a coordenação de cemitérios da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SINFRA), num prazo máximo de 90 dias, para promover a regularização dos locais.

Os que não comparecerem no prazo fixado no edital e os que não regularizarem as sepulturas em abandono, o Município procederá com a regularização, retirando os restos mortais e armazenando-os em local próprio, denominado ossário.

Apenas as sepulturas cujos nomes foram divulgados no edital são objeto desta ação, as demais sepulturas permanecerão no estado em que se encontram.

A SINFRA salienta que os restos mortais são retirados dos túmulos e colocados em gavetas, no ossário, não são jogados fora e sim armazenados em local apropriado.

A medida está devidamente regulamentada, prevista na Lei Municipal Nº 1.434, de 04 de junho de 1998.

Para acessar a lista clique no link a seguir:
https://tangaradaserra.mt.gov.br/site/wp-content/uploads/2021/02/edital-de-comunicacao-e-chamamento-publico-01-2021.pdf

Luiz Marcos Nogueira de Oliveira/Coordenador do Cemitério Municipal

Via: SouNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *