Tangará: Caminhoneiro morre após ser torturado e amigos tangaraneses reconhece o corpo em Campo Novo

Espalhe o amor

O corpo do caminhoneiro Jhonata Alves de Souza de 28 anos foi localizado em uma estrada rural de Campo Novo do Parecis, há cerca de cinco quilômetros da cidade. Ele havia sido considerado desaparecido e um boletim de ocorrência sobre seu caso chegou a ser registrado em Tangará da Serra.

Amigos de Jhonata fizeram uma campanha de buscas por informações que levassem ao paradeiro do caminhoneiro nas redes sociais, até que em Campo Novo seu corpo acabou sendo identificado por um amigo tangaraense.

De acordo com o Portal Campo Novo, uma tatuagem com um nome feminino em seu antebraço, facilitou o reconhecimento por parte do amigo de Jhonata. “Segundo informações, ele era motorista e havia deixado um caminhão estacionado na cidade”, escreveu o portal.

Até o momento, são desconhecidas as causas do assassinato, mas de acordo com a Polícia Judiciária Civil de Campo Novo, o corpo de Jhonata estava com sinais de tortura. As investigações continuam para tentar localizar pistas que indiquem a motivação do crime e os envolvidos.

Via: Tangará em Foxo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *