Assessor de Vander Masson culpa população por falta de água em Tangará

Espalhe o amor
Foto/Reprodução Facebook

Tangará da Serra já está sofrendo os reflexos de mais uma crise hídrica. Com a desse ano já será a terceira que a cidade vai enfrentar. A primeira aconteceu em 2016, a segunda em 2020 e agora a terceira que se avizinha para 2021.

A gestão municipal feita pelo prefeito Vander Masson até agora anunciou apenas medidas paliativas (a exemplo do que aconteceu nos anos anteriores), vai captar água do Russo para tratamento na ETA Queima Pé, vai utilizar os reservatórios até que sequem e aguardar as chuvas caírem.

O cerne do problema, mas uma vez, não vai ser resolvido. A captação de água do Sepotuba, apesar de ter projeto pronto e o recurso em caixa, ainda está no papel e sem previsão de sair de lá.

E a culpa disso tudo é de quem? É da população! Pelo menos é isso o que o assessor do prefeito Vander, Goiano Silva, está dizendo. Ele publicou em suas redes sociais que o Samae (onde está lotado) está trabalhando ‘dia e noite’ para não faltar água, mas se por um acaso faltar a culpa é da população.

“Estamos trabalhando ‘diurnamente’ para que não falte água, mas se falta não é por falta trabalho e sim pela falta de CONSCIENTIZAÇÃO da população que ainda tapam os olhos e não contribuem com a realidade”, escreveu o assessor do prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *