Tangará: Feira do Produtor oferece peixes de tanque com preços atrativos

Espalhe o amor
Foto: Assessoria

Quarta-feira é dia de feira em Tangará da Serra. Desde as primeiras horas da manhã, os feirantes da Feira do Produtor do Centro já oferecem o que há de melhor no cinturão verde do município da Serra de Tapirapuã.

Além das frutas e hortaliças, a Feira do Produtor do Centro oferece um alimento que deve estar à mesa do cidadão ao menos uma vez por semana: o peixe.

O peixe é uma fonte de proteínas e gorduras boas (como o ômega 3), que aumentam a produção das células de defesa do organismo, fortalecendo o sistema imunológico. Além disso, é um alimento rico em vitamina C e vitamina E, que contém propriedades anti-inflamatórias.

Na Feira do Produtor do Centro, o destaque fica por conta do peixe de tanque. A piscicultura – atividade de criação de peixes em ambientes controlados – ajuda a melhorar a qualidade de peixes comercializados e criados apenas para o consumo humano, devido aos cuidados, alimentação controlada e nutritiva, controle de crescimento e de água nos viveiros de peixes.

Atividade em crescimento

A atividade vem crescendo em Tangará da Serra e na região. Apesar das limitações impostas pela crise hídrica e por políticas públicas de fomento que ainda precisam ser melhoradas – vem despertando o interesse do setor produtivo e, também, dos consumidores.

Para o presidente da Associação dos Feirantes, Valdeci Ferraz Aquino, o peixe de tanque é um alimento cuja tendência é estar cada vez mais presente no dia a dia do consumidor. “A piscicultura é uma vocação da agricultura familiar, gera emprego e renda e é uma rica fonte alimentar”, observa.

Na Feira do Centro, a qualidade da piscicultura local está no setor de carnes e derivados. Nos boxes de Nilda Berigo e da Peixaria Pantanal, de Dª. Simone Peres Oliveira, há cortes especiais de tambaqui – incluindo desossados, ventrechas e cortes para caldo – além do filé de tilápia. É possível, também, encontrar peixes de rio (pintado, piau, tucunaré, pirarucu, lambari).

Os preços são atrativos – a partir de R$ 8,00 o quilo – e a qualidade pode ser comprovada pelo próprio consumidor que procura estes alimentos. Vale a pena conferia e já ir pensando no almoço de meio de semana com um bom prato à base de peixe, ou uma boa peixada no domingo em família.

Via: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *