MP move ação contra Vander Masson por falta de projeto para captar água do Sepotuba

Espalhe o amor

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso está movendo uma ação civil pública contra o prefeito de Tangará da Serra Vander Masson e contra o SAMAE dirigido por Heliton de Oliveira, o Leto.

A ação ocorre por conta da falta de projeto da gestão Vander para captação de água do rio Sepotuba.

O promotor de justiça, Thiago Scarpellini Vieira, fez constar nos autos que no dia 24 de fevereiro de 2022 o SAMAE publicou edital de dispensa de licitação para contratação de projeto executivo das instalações para promover o transporte de água bruta entre o rio Sepotuba e a ETA.

“Assim, resta comprovado que o SAMAE ainda não realizou o projeto executivo da obra, sendo que foi realizada a compra da tubulação da obra sem ao menos existir projeto executivo”, descreveu o promotor.

O vereador Ademir Anibale na última sessão trouxe o assunto à tona (até então escondido por parte da imprensa e sem também ser mencionado pelos vereadores da base do prefeito). VEJA O VÍDEO DO VEREADOR ABAIXO.

Anibale revelou o teor da ação movida pelo MP. “Ainda não tem projeto de captação do Rio Sepotuba. Não existe projeto, infelizmente. Isso fez com que o Ministério Público movesse uma ação civil pública contra o SAMAE e contra o prefeito, cobrando o projeto, afinal de contas, mexeram na área e não existe projeto. Fizeram um monte de promessas que iam resolver e não resolveram. Este ano não vem água do Sepotuba”, denunciou o vereador.

Segundo o vereador Rogério Silva, o fato da gestão do prefeito Vander Masson estar executando uma obra sem projeto, é passível de crime. “O Ministério Público pode considerar crime de improbidade administrativa”, revelou o parlamentar.

Vale salientar que ao encerrar seu mandato em 2020, o ex-prefeito Fábio Junqueira deixou projeto de captação de água do Sepotuba pronto e R$ 50 milhões em caixa exclusivo para serem usados na execução da obra. Ao assumir, Masson preferiu recusar o projeto do gestor anterior e realizar um projeto próprio de sua gestão, o que também não aconteceu.

Veja o vídeo com a denúncia feita pelo vereador Ademir Anibali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *