Tangará: Professores entram em greve por tempo indeterminado

Espalhe o amor
Foto Reprodução

A partir desta quarta-feira 1º de junho, profissionais da educação de Tangará da Serra, aderem uma greve por tempo indeterminado e as aulas nas escolas municipais estão suspensas.

A principal reinvindicação é por reajuste salarial.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público Municipal (Sintep), pelo menos 18 escolas e creches aderem a paralisação.

Francisca Alda de Lima presidente do Sintep-Tangará disse que os profissionais esperam pelo reajuste desde o início do ano, no mês de janeiro, mas até agora seguem sem resposta.

“Estamos há cinco meses aguardando que a secretaria faça a correção salarial, mas isso não tem acontecido”, Declarou Francisca

.

Além do reajuste no salário, os professores pedem melhor infraestrutura nas escolas do município e qualidade na alimentação escolar.

Mensagens informando a adesão à greve estão sendo enviadas pelas escola para pais e responsáveis por alunos da rede municipal. No texto os profissionais da educação deixam claro que não há previsão de volta as aulas e agradecem a compreensão dos pais.

Foto Olhar do Norte

Segundo Informações, o secretário de Educação no município, Vagner Constantino, considera a greve precipitada e disse que espera a volta dos grevistas ao trabalho o mais rápido possível.

Publicidade

Com G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *