Homem que assassinou e conviveu com o cadáver da mãe é preso em clínica de reabilitação

Espalhe o amor
Foto Reprodução

O homem que confessou ter matado a mãe e ficado com o corpo dela em casa por 13 dias foi preso na noite de quarta-feira (1º) em Cuiabá. Luiz Fernando Januário de Campos foi encontrado pelos policiais em uma clínica de recuperação de dependentes químicos no Bairro Rio dos Peixes. 

 

O mandando de prisão preventiva foi expedido no dia 31 de maio pela Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.  

 

O corpo de Eracy de Campos, de 71 anos, foi encontrado na manhã do dia 26 de maio, em um conjunto habitacional do Bairro Aeroporto, em Várzea Grande. Os vizinhos reclamara do cheiro e acionaram a Polícia.

 

Na noite desse mesmo dia Luiz se entregou a Polícia e confessou ter cometido o crime sob efeito de drogas no dia 13 de maio. Após ser ouvido foi liberado, conforme previsão legal de apresentação espontânea e como não havia, até aquele momento, um mandado de prisão decretado.

Os militares foram informados, conforme o boletim de ocorrência, que Luiz Fernando, que é conhecido como “Bolívia”, estava na Clínica de Reabilitação do Godoy.

 

Na unidade, os funcionários levaram a Polícia até o quarto onde “Bolívia” estava. Com receio de uma possível fuga, ele foi algemado e encaminhado à Central de Flagrantes.

 

Insalubre

 

Um dos fatos que mais chamaram a atenção nesse caso foi que Luiz Fernando conviveu com o corpo da mãe durante 13 dias.

 Ele era visto por vizinhos entrando e saindo do apartamento. Luiz Fernando chegou a ser questionado por uma moradora e inventou que a mãe havia viajado para Cáceres.

 

Eracy foi encontrada sobre a cama coberta por lençóis, já em estado avançado de decomposição.

 

O cheiro se intensificou e os moradores começaram a reclamar a ponto de acionarem a Polícia.

 

Publicidade

Fonte: Mídia News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *