Neri Geller (PP), Carlos Fávaro (PSD) são acusados de Traição por produtores rurais

Espalhe o amor
Foto Reprodução

Em reunião  com lideranças esquerdistas o  deputado federal Neri Geller (PP), definiu que irá  apoiar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) na eleição pela presidência da República em 2022. A afirmação foi dada na noite de terça-feira (12) após se reunir em Brasília com o petista e o pré-candidato a vice Geraldo Alckmin  (PSB).

A reunião foi realizada no Hotel Meliá Brasil 21, e também contou com a participação do senador Carlos Fávaro (PSD);  deputados federais Gleici Hoffman e Professora Rosa Neide; ex-ministro Aloizio Mercadante, do deputado estadual Valdir Barranco; do ex-deputado Chico Daltro; e da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro; e do secretário de Cultura de Cuiabá, Aluizio Leite.

Fica evidente que algo muito cabuloso está por trás dessa  decisão, qual seria o verdadeira motivação dessa debandada dos  que diziam ser denfesor da propriedade? O que eles estão ganhando indo contra a sua base eleitoral? sabem de algo que ainda não foi revelado? Se juntaram a grileiros, invasores de propriedades, denfensores do comunismo, apoiadores da legalização  do aborto, da legalização das drogas, regulação da mídia e contra a liberdade, são perguntas sem respostas até o momento, o que se sabe mesmo é que os pecuaristas e agricultores de Mato Grosso estão reagindo em massa contra esse apoio de Neri e Favaro a Lula, sindicatos rurais estão emitindo nota de repúdio a decisão dos politicos, o sindicato de Tangará da Serra-MT na quarta-feira dia 14 de Julho emitiu a seguinte Nota, “

O Sindicato Rural de Tangará da Serra, após a solicitação de seus filiados, também se junta às demais entidades e vem a público para comunicar seu repúdio com a atual atitude de apoio de Carlos Fávaro e Neri Gueller à eleição de candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT).

 

O apoio desses dois candidatos ao PT revela claramente que seus perfis não estão voltados ao agro e à família brasileira, mas demonstra ação retrógrada e oportunista, que vem, de forma acintosa, desconstruir os avanços obtidos nos legítimos movimentos sociais do setor produtivo, envergonhando os produtores rurais que tanto trabalharam para a evolução desse Estado.

 

Como é de conhecimento público, o PT atua em conjunto e apoia o Movimento Sem Terra (MST), uma organização criminosa que invade, depreda, incendeia propriedades adquiridas com trabalho e esforço de famílias honestas.

 

Ademais, o ex-presidiário candidato a Presidente já acena para o controle da imprensa, propriedades e, conseqüentemente, pretende tirar a liberdade da população brasileira impondo regime socialista como na Venezuela e em Cuba, tudo apoiado pelo Foro de São Paulo, organização politicamente criminosa fundada pelo ex-presidiário e Fidel Castro.”

Em uma tentativa de justificar a sua decisão a base Neri disse, “Tenho uma história com o Partido dos Trabalhadores. Fui ministro da Agricultura no governo petista, também fui secretário de Políticas Agrícolas quando Blairo Maggi foi ministro da Agricultura. Foi no governo do PT que avançamos muito na agropecuária com o maior plano safra da história, fizemos garantia de preço mínimo, programas para inovação tecnológica, abertura de mercados externos entre outros”.

Via: Impacto Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *