Tangará: Equipe de anjos; SAMU salva a vida de criança com apenas 1 anos que sofria engasgo.

Espalhe o amor
Foto Reprodução

Uma criança de apenas 1 ano de idade, teve sua vida salva por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência após sofrer um engasgo. O salvamento aconteceu na unidade de base do SAMU, em Tangará da Serra, na tarde desta segunda-feira (05).

 A criança teria sido levada pelos pais, que ao se depararem com o ocorrido, não souberam prestar o socorro no local onde estavam, dirigindo-se aos profissionais. Ao chegarem, a vítima apresentava sinais de parada cardiorrespiratória, quando uma equipe de médicos, enfermeiros e socorristas de plantão, desempenharam papéis de verdadeiros anjos ao salvarem a vida do bebê.

Emocionado, o socorrista Roosevelt relatou o alívio ao final feliz diante da situação.

“Primeiro o que a gente frisa sempre a importância da população em geral, possuir conhecimento sobre primeiros socorros. Quero parabenizar todos os meus colegas que estavam de plantão e fizeram esse atendimento, porque quando se trata de criança, ficamos emocionados.”

O socorrista aproveitou para fazer um alerta, sobre a necessidade do conhecimento geral em primeiros socorros.

“Tivemos êxito nessa situação, mas fica o alerta para a sociedade. Todas as pessoas, sejam elas mães, pais, professores ou em qualquer profissão, têm a obrigação de saber sobre primeiros socorros para evitarem um mal maior, tanto para a pessoa que está ao seu lado quanto para quem necessitar de ajuda. Saber como proceder é essencial para sua vida e para a vida de quem você ama.” finalizou ele.

Atualização

Após ser atendido na unidade de base do SAMU, o bebê teve seu estado clínico considerado estável e foi levado para a semi UTI, para melhores avaliações e observações até que estivesse fora de risco, mas segundo informações de uma pessoa próxima à família, por volta das 03H00 o menino de apenas 1 ano de idade, sofreu outra parada cardiorrespiratória e morreu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *